Pompoarismo e prazer

É com enorme satisfação que venho falar para vocês, mulherada linda do papo de mulher GV, sobre um assunto que trabalho há 14 anos e amo, pois traz resultados MA RA VI LHO SOS…

Bem, acho que fica mais fácil de entender ir explicando devagar, então vamos lá…

Pompoarismo é o nome mais famosinho e conhecido das contrações vaginais, ginástica íntima, conhecido cientificamente como Exercício de Kegel, trocando em miúdos são os movimentos de contração e relaxamento de toda a musculatura que envolve o canal vaginal (Musculatura do Assoalho Pélvico: músculos que sustentam todos os órgãos e vísceras do baixo ventre), e que traz vários benefícios para a sexualidade feminina e do casal, se realizados corretamente.

Como funciona isso?

O canal vaginal, é formado por vários músculos, assim como todo o corpo, e desta forma necessita que seja solicitada sua contração para que tenha um fluxo sanguíneo adequado, no local…. É esse mesmo fluxo sanguíneo que vai nos ajudar no processo de excitação. Pois ajuda a aumentar a temperatura local e sensibilidade, só coisa boa.

Mas e a contração? Como faço?

Simples, você contrai e relaxa os músculos do canal vaginal, como se estive apertando algo lá dentro do canal vaginal. Uma forma fácil, é sentar com o bumbum bem para traz, como que encostasse a vagina no assento (algumas conseguem, outras apoiam a mão), e você realizasse uma contração como se “levantasse” a vagina do assento. Isso deve ser repetido várias vezes em um dia, e por vários dias. Com a prática e domínio desta musculatura a mulher consegue desenvolver outros movimentos nunca antes imaginados.

E para as mulheres que estão na menopausa, ou estão entrando nela, esse é uns dos caminhos para um melhor satisfação sexual. Não custa nada tentar, só precisa de ter comprometimento com você mesma, pois quando melhora a situação algumas esquecem dos exercícios.

Além de prazer, o que ganho com isso?

A ginástica íntima melhora muito a sensibilidade do canal, além de deixa ló mais forte, faz com que tenha maior facilidade de chegar ao orgasmo, melhora a lubrificação, auxilia no pré e pós parto, e principalmente no parto, previne a flacidez vaginal, melhora o funcionamento intestino, diminui as cólicas no período menstrual, além é de melhorar a “carinha da colega” te dá uma sensação de “empoderamento” sexual, que dá elevada na autoestima. Ah, já estava esquecendo, você passa a dar muito mais prazer ao seu parceiro também. Não tem porque não fazer.

Tem algum risco?

Sim, como tudo na vida, existe muita gente que fala e que escreve sobre o assunto, principalmente na internet, sem conhecimento nenhum da anatomia e fisiologia humana, por isso deve tomar cuidado, saber sobre a quem escreveu ou está falando e sua formação na área. Como fisioterapeuta pélvica, uma especialidade na área de saúde da mulher, já atendi vários casos de mulheres que introduziram os “acessórios do pompoar” no canal, e tiveram alguma lesão. Então fica atenta a algumas dicas:

  • Faça o curso com quem entende do assunto, vale a pena;
  • Nunca introduza nenhum peso ou acessório no canal vaginal sem antes ter preparado a musculatura para recebe ló. É como entrar na academia já começar a pegar 20 kg, sempre o aumento do peso é gradual, de acordo com suas conquistas, como tudo é músculo o fundamento é o mesmo;
  • Nunca pense que está fazendo para dar prazer, mas faça pra se permitir o prazer, pois é direito seu.
  • Tenha comprometimento com exercícios, introduza elas na sua rotina, como por exemplo ao lavar louça, ou mesmo a ida ao trabalho.

Espero que tenham gostado, e espero voltar pra ensinar uns exercícios bacaninha para vocês, isso se a Lídia deixa né (já está convidada a voltar). Agradeço a Lídia Januth pela parceria e principalmente pela confiança, um grande abraço a todas lindinhas do papo de mulher GV.

Virginia Matos Pelles  – Fisioterapeuta especialista em uroginecologia. Palestrante e Idealizadora do Lado Bom do Casamento.

 

Deixe uma resposta